Parceria entre UFBA e Oxiteno, com apoio da Morais de Castro, gera pesquisas para o mercado de Petróleo e Gás

Projeto viabiliza pesquisas para o mercado de petróleo e gás

Proporcionar que os estudantes de mestrado e doutorado na área de petróleo e gás possam participar de projetos comerciais para serem utilizados na indústria e desenvolver o conhecimento sobre o petróleo extraído na região Nordeste são os objetivos de uma parceria firmada entre a Universidade Federal da Bahia (Ufba) e a Oxiteno, com apoio da Morais de Castro.

Com um aporte financeiro da Oxiteno, duas bolsistas atuam hoje no projeto, formando um banco de dados sobre a ação dos quebradores de emulsão do fabricante para toda a região Nordeste.

“O Petróleo é diferente em cada local e os produtos para torná-lo mais puro vão agir de forma diferente. Com esse trabalho, estamos gerando conhecimento e oportunidades através de um amplo banco de dados de uma região importante, da qual ainda não tínhamos essas informações detalhadas”, pontua Anderson Lima, pesquisador da área de suporte da Oxiteno.

 

Valentina Lozano, líder do segmento de petróleo e gás da Morais de Castro, afirma que a empresa apoia a execução da parceria, fazendo a ponte entre o usuário do aditivo, o fabricante e a universidade.

“Nosso objetivo é otimizar a produção de petróleo nos campos do Nordeste, colaborando para que os estudantes façam projetos reais para serem aplicados no segmento”, comenta. Para o professor Luiz Carlos Lobato dos Santos, do programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Ufba, é importante que haja projetos como esse, que proporcionam a ciência aplicada.

“Nem sempre é fácil essa aproximação com a indústria, e por isso ficamos muitos felizes com o apoio da Morais de Castro, que fez essa ponte. É essencial que se faça a ciência básica, mas também é muito importante que os acadêmicos possam desenvolver um trabalho comercial que pode ser enviado ao mercado logo, como esse”, frisa o professor.

 
Lista de produtos